Na Cara

O segundo porteiro

By 2 de novembro de 2019 Nenhum Comentário

O caondomínio Vivendas da Barra, “moradores e até mesmo vendedores ambulantes das redondezas sabem qual foi o porteiro que mencionou o presidente Jair Bolsonaro ao depor aos investigadores do caso Marielle Franco”, diz El País.

“Trata-se de um homem que é o mais antigo funcionário do local, que falou às autoridades durante suas férias, que ainda estão em curso. Embora só ele tenha prestado depoimento, a rotina regular do condomínio conta com dois porteiros por turno (…).

Até agora, a Promotoria do Rio só falou publicamente a respeito do depoimento de um porteiro, o mesmo que anotou manualmente a solicitação de Queiroz para supostamente entrar na casa de Bolsonaro. Se ficar confirmado que outro funcionário atuou no episódio e ainda não foi ouvido, haverá uma nova lacuna em uma investigação com falhas já apontadas.”

Tem alguém falando grego?

Quem mora na capital carioca sabe muito bem que dita as regras por lá, foi Mariele e próximo que peitar as Milícias, vai pra vala.

Tanto que o exército entrou e saiu quando percebeu que a guerra lá está entre três poderes, Milícias, tráfico, Polícia.

Dando destaque para a polícia que já está com um câncer maligno em sua corporação onde só o fim da PM do Rio poderia resolver a situação, mas neste caso muitos inocentes seriam afetados.

Num tem o filme tropa de elite, é aquilo ali, piorado 100 vezes, não tem inocente na parada, e Bolsonaro é Carioca, esqueceram?

Ou entra no jogo ou ta fora..

Cada um com sua ideologia ou metodologia…

Segue o jogo.