Na Cara

Gerdau terá prímeira mulher no comando da empresa após quase 120 anos

By 27 de novembro de 2020 Nenhum Comentário
Foto: Gerdau/divulgação
Foto: Gerdau/divulgação

A engenheira Industrial e Mecância Michele Robert, 43 anos, é a primeira mulher a dirigir um dos ativos do grupo Gerdau, que tem quase 120 anos e é uma das gigantes brasileiras em siderugia. Ela assumiu a presidência da Gerdau Summit, uma parceria com as japonesas Sumitomo Corporation e Japan Steel Works (JSW) que tem como foco a produção de peças para o setor de energia solar.

Além do desafio de diversificar e dobrar a produção, a nova executiva vai lidar com um quadro 90% masculino. O cenário não é estranho para a engenheira, muito pelo contrário. Ela se formou na Argentina, para onde se mudou com os pais aos 18 anos. Na graduação, feita no Instituto Tecnológico de Buenos Aires (ITBA), havia apenas quatro mulheres.

Para Michele Robert a diversificação no quadro diretivo requer planejamento. Na Gerdau, além de preparar a base de profissionais em busca de futuras dirigentes, o processo sucessório precisa ter sempre a diversidade na escolha. A presidente da Gerdau Summit foi pinçada na General Eletric. A executiva tem experiência também na Motorola e mestrado em em Supply Chain pela University of Michigan (EUA).

“Finalmente a Gerdau terá uma mulher à frente de uma de suas operações industriais, o que é coerente com a transformação da empresa, que está a todo vapor. As empresas precisam ter mais exemplos dentro de casa (em relação à diversidade). É necessário ter referência”, comenta a executiva. Com informações do Terra e do G1