Após morte de Pataxó, Lula promete ajudar Jerônimo em solução pacífica para conflito

Sammy Chagas
23 de janeiro de 2024
Share:

Presidente Lula participa do último dia do Acampamento Terra Livre

Após o assassinato de uma indígena da etnia Pataxó-hã-hã-hãe no sudoeste baiano, no último domingo (21), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) colocou o governo federal à disposição para encontrar uma “solução pacífica” para o conflito na região.

Em entrevista à Rádio Metrópole repercutida em suas redes sociais, nesta terça (23), o chefe do Executivo informou que tem conversado com o governador Jerônimo Rodrigues (PT) e lembrou que a ministra dos Povos Indígenas, Sonia Guajajara,  já esteve no local para acompanhar o caso.

“Hoje irei discutir esse assunto com a ministra e com o governador e quero colocar o governo federal à disposição do Jerônimo e dos povos indígenas para encontrar uma solução de forma pacífica”, disse Lula. “Minha solidariedade aos familiares de Nega Pataxó”, concluiu.

Com objetivo de discutir o conflito que resultou na morte da indígena, o governador se reuniu com seu secretariado e autoridades de outros poderes, nesta segunda-feira (22). Na ocasião, ele anunciou a criação de um grupo de trabalho para elaboração de estratégias e soluções pacíficas para a regulamentação fundiária dos povos tradicionais.

Compartilhar: