Política

Somos que nem mulher traída. Apanha, mas volta, diz líder do PSL sobre relação com Bolsonaro

By 18 de outubro de 2019 Nenhum Comentário

O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir, preferiu acalmar os ânimos após ser gravado em reunião do partido dizendo que implodiria Jair Bolsonaro e reafirmou seu apoio ao presidente nesta quinta-feira (17). “Isso já passou. Nós somos Bolsonaro. Somos que nem mulher traída, apanha, mas mesmo assim volta ao aconchego”, declarou.

Waldir foi gravado na reunião do grupo ligado ao presidente da legenda, Luciano Bivar (PSL-PE), na Câmara, por Daniel Silveira (PSL-RJ), na quarta (16). “Vou fazer o seguinte, eu vou implodir o presidente. Aí eu mostro a gravação dele, eu tenho a gravação. Não tem conversa, eu implodo o presidente, acabou, cara. Eu sou o cara mais fiel a esse vagabundo, cara. Eu votei nessa porra, eu andei no sol 246 cidades, no sol gritando o nome desse vagabundo”, disse o líder do PSL na Câmara, em gravação.

Waldir agora contemporiza a fala, que disse vir de um “momento de sentimentos”. “É uma fala de emoção”, simplificou. O líder afirmou ainda que trabalhará para unificar a bancada e que os excessos de deputados dissidentes serão punidos.