BahiaNa Cara

Sefaz suspende 18 mil empresas suspeitas de irregularidades fiscais

By 17 de novembro de 2020 Nenhum Comentário

Mais de 18 mil empresas baianas envolvidas em fraudes digitais contra o fisco estadual tiveram seus cadastros suspensos pela Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Bahia). A ação resulta do Centro de Monitoramento On-line, criado em 2015, visando combater as novas práticas de sonegação no ambiente digital.

O CMO mira irregularidades como empresas fantasmas, uso de laranjas e Microempreendedores Individuais (MEIs) que ultrapassaram o limite legal de faturamento. As informações geradas pelo centro subsidiam as inspetorias fiscais, que emitiram autos de infração totalizando R$ 700 milhões contra estas empresas irregulares.

Com o CMO, a Sefaz-BA acompanha mais de perto a movimentação financeira de a movimentação dos contribuintes envolvidos em fraudes digitais e sonegação de ICMS. “As fraudes vêm se sofisticando no ambiente digital, mas o fisco baiano tem consolidado ferramentas tecnológicas para combater os hackers digitais e outros tipos de fraudes on-line”, afirma o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório.