Na CaraSem categoria

Rui quer ganhar, Coronel quer aparecer

By 31 de janeiro de 2020 Nenhum Comentário

Enquanto Rui Costa toma uma decisão baseado em sua visão politica de povo e mudanças do pensamento do eleitorado, o Senador Coronel permanece com sua ambição egoísta, mesmo sabendo que seria derrotado nas urnas, ele esquece quem o carregou para senador foi a popularidade de Rui Costa.

O pré-candidato a prefeito de Salvador pelo PSD, senador Angelo Coronel, voltou a criticar a possível escolha da major Denice Santiago como pré-candidata do PT ao Palácio Thomé de Souza. Ele ressaltou que a base do governador Rui Costa (PT) conta com nomes que podem disputar o pleito municipal de outubro.

Para o senador, o grupo de oposição ao prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), não precisa escolher nomes de fora para concorrer na eleição.

“O que me chateia é que esse grupo governa a Bahia há 13 anos e precisa trazer alguém de fora para ser candidato. Nós servimos de escada, servimos de coadjuvantes? Trabalhamos 13 anos juntos. Vem um outsider para ser pré-candidato. Não precisa trazer ninguém de fora, temos quadros que podem ser candidatos”, pontuou em entrevista à rádio Metrópole nesta sexta-feira (31).

O ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia reforçou ainda que se mantém na disputa pelo Palácio Thomé de Souza.

“Mantenho minha candidatura. Estava na minha residência ontem com o senador Otto Alencar, recebendo amigos senadores. Nossa candidatura está mantida, fiz um acordo com Bacelar, do Podemos, e Niltinho, do PP. Aquele que estiver com mais densidade será candidato escolhido. Mantenho minha palavra, fiz isso com o deputado Luiz Augusto na eleição da Assembleia. Cumpro minha palavra”, relembrou.

Na quinta-feira (30), Coronel já havia criticado a possível pré-candidatura da major Denice. Ele afirmou que o governador Rui Costa está “discriminando as candidaturas masculinas”.