Congresso NacionalNa Cara

Rodrigo Maia entra em semana decisiva para tentar emplacar sucessor na Câmara

By 14 de dezembro de 2020 Nenhum Comentário

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) entra em semana decisiva para tentar fazer seu sucessor na casa. O democrata está sob pressão desde o último dia 6, quando sofreu derrota no STF (Supremo Tribunal Federal) que poderia permitir sua reeleição.

Com a demora do STF em analisar o chamado “drible na Constituição”, que avaliou a possibilidade de reeleição no Congresso, Maia demorou de anunciar um nome forte para sua sucessão, o que agravou o mal-estar entre aliados e pré-candidatos que vinham sendo apontados como opção para enfrentar o deputado Arthur Lira (PP-AL), que conta com o trunfo de ser apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Nos últimos meses, seis nomes circulavam como candidatos que poderiam receber a bênção de Maia e se contrapor a Lira. Desses, dois sempre foram os favoritos do presidente da Câmara para sucedê-lo: o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator da reforma tributária, e o presidente do MDB, Baleia Rossi (SP).

Apesar da predileção, Maia não deixou de fazer acenos ao vice-presidente da Câmara, Marcos Pereira (Republicanos-SP), visto como um nome que poderia transitar bem no governo. Também fez sinalizações a um colega de partido, o deputado Elmar Nascimento (DEM-BA), além de ao presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), e ao deputado Marcelo Ramos (PL-AM).

A demora em escolher um nome reforçou em alguns deputados a percepção de que, no fundo, o presidente da Câmara tinha esperança de receber o aval do Supremo para concorrer. Assim, se apresentaria como a solução de consenso que poderia enfrentar Lira e blindar a Casa de avanços do Executivo. As informações são da Folha de S.Paulo.