Na CaraSem categoria

Professores decidem se azedam ou não o Cuscuz

By 25 de junho de 2019 Nenhum Comentário

A Batalha dos professores com o poder executivo continua, por enquanto no campo dos ofícios até que a categoria se reúna para uma ação articulada.

A APLB solicitou algumas demandas ao poder executivo após o fim da greve.

Reposição dos valores descontados referente aos 4 dias do mês de Maio.

Não desconto doa 12 dias de Greve do mês de junho.

Antecipação de 50% do décimo terceiro.

Pagamento dos 3,41% propostos pela APLB.

Por mais que exista um pedido político do Vereador Marcílio para a antecipação do décimo de todos os servidores e a reposição dos valores descontados dos professores, o Prefeito Timóteo Brito, desenhou seu recado no vocabulário protocolar em resposta a APLB.

Traduzindo para a linguagem política diz, ” Se comportarem direitinho e fizer tudo que o Prefeito disser, podemos pensar em atender as reivindicações.

Tudo agora depende da categoria, se vai ou não repor os 4 dias para receberem, caso não aceitem repor primeiro, pode azedar o cuscuz.

Provavelmente uma assembleia acontecera na próxima sexta feira.

Segue ofício de resposta do executivo a APLB