Esporte

Pedro Ken quer manter titularidade no Ceará no duelo contra o Bahia

By 5 de junho de 2019 Nenhum Comentário

O início de 2019 não foi nada bom para o volante Pedro Ken no Ceará. Logo na primeira rodada do Campeonato Cearense, o atleta, de 32 anos, sofreu uma luxação no braço esquerdo e ficou longe dos gramados por quase dois meses. Liberado pelo departamento médico antes da estreia da equipe no Brasileirão, ele havia participado de três jogos como reserva. Mas começou jogando no último domingo (2) contra o Santos. Para o desafio do Vozão contra o Bahia no próximo sábado (8), às 19h, no Castelão, pela oitava rodada, ele espera reconquistar seu espaço entre os titulares.

“Voltando a ser lembrado. A gente fica um pouco esquecido quando não está jogando, sempre quer estar dentro de campo, sempre quer estar participando. Quando cheguei ao Ceará, tive a minha sequência, consegui me firmar como titular e ter boas conquistas com o clube. Agora, tive esse momento e só tenho a agradecer. Isso que sempre me fez estar sempre buscando trabalhar, ter a cabeça boa e ser otimista e esperar esse novo momento, essa nova chance. Sinto-me muito preparado agora pra estar novamente buscando a minha posição”, afirmou.

Para seguir no time titular, Pedro Ken ganhou um concorrente para o jogo contra o Bahia. O meio-campista Ricardinho treinou com bola na última terça-feira (4) após ter sido poupado do compromisso diante do Santos. O volante, que já defendeu o Vitória, destacou sua versatilidade para ficar com a posição.

“Desde que eu cheguei aqui, joguei em várias posições. Sempre fui um jogador tido como coringa: quebrando galhos, jogando mais de meia, jogando mais aberto. Esse jogo acabei jogando de volante, até pelo lado esquerdo, numa posição que fazia muito tempo que eu não jogava aqui. Foi a posição que eu acredito que me destaquei aqui”, falou Ken.

Sobre o desafio de sábado, Pedro Ken ressaltou a boa fase do Bahia. Ele também lembrou que Enderson Moreira , atual técnico do Ceará, conhece bem o Tricolor, por ter comandado no início da temporada.

“Ele (Enderson) conhece bem o clube, os atletas, as características de cada um, isso é um ponto que pode nos ajudar, mas é dentro de campo que nós, jogadores, temos que fazer a diferença. O Bahia é uma equipe que tem crescido muito, não tem tomado muito gols, muito rápida nos contra-ataques, tem excelentes jogadores de velocidade. Independente de contra quem jogar, onde jogar, a gente tem que tentar construir o jogo, tentar jogar futebol, e não ficar só marcando e jogando só por uma bola. A gente tem que furar essas linhas (defensivas), sempre bem seguro nos contra-ataques (do adversário) e criar as oportunidades para vencer o jogo”, projetou.

O Ceará é o 11º colocado com nove pontos na tabela de classificação do Brasileiro. O Bahia soma 13 e aparece na sexta posição.