OMS alerta: países não estão se preocupando o suficiente com a Covid

Sammy Chagas
27 de setembro de 2023
Share:

A Organização Mundial da Saúde (OMS) chamou atenção, nesta quarta-feira (27), para a situação da Covid-19. De acordo com a Organização, a doença não tem sido levada a sério. Segundo a OMS, houve um aumento de hospitalizações em consequência da doença ao longo de setembro e a situação pode piorar com a chegada do inverno no hemisfério norte.

“A Covid-19 pode já não ser uma crise aguda, mas isso não significa que possamos ignorá-la”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em coletiva de imprensa. “Apenas dois terços da população mundial tomaram o esquema inicial de duas doses e um terço recebeu a vacina de reforço. Além disso, poucos países estão se esforçando para garantir que as pessoas sejam testadas contra a doença”, acrescenta.

Ao contrário do que muitos pensam, a vacina, na verdade, não impede a contaminação, mas diminui as chances de casos mais graves que possam levar à morte. Em outras palavras, o principal objetivo da vacina não é barrar a infecção, mas impedir que o coronavírus cause complicações graves, principalmente se tratando de grupos mais vulneráveis, como crianças e idosos.

Mesmo em países com alta taxa de imunização, o número de vacinados infectados pela Covid está crescendo. Responsável pela resposta da OMS a emergências sanitárias, a epidemiologista Maria Van Kerkhove explica que as novas variantes estão causando uma alta na quantidade de pessoas infectadas, chamando atenção para o impacto da EG.5, popularmente conhe

Compartilhar: