Na criação bovina, abate registra queda no comparativo trimestral

Sammy Chagas
08 de junho de 2022
Share:

A pecuária baiana foi responsável pelo abate de 233.466 cabeças de gado bovino no primeiro trimestre do ano. Essa quantidade indica uma queda de 3,7% no comparativo com o intervalo imediatamente anterior, mas supera em 80% o total contabilizado entre janeiro e março do ano passado. O número de animais abatidos ficou 35,2% abaixo do recorde do estado, registrado no quarto trimestre de 2013 (360.170 cabeças). Os dados são do IBGE.

A Bahia é o 11º maior produtor de carne bovina do país, representando 3,3% do abate nacional, que ficou praticamente estável no começo do ano (-0,03%).

No leite, a produção foi de 156,3 milhões de litros no primeiro trimestre – alta de apenas 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior (156,1 milhões de litros), porém 2,9% abaixo do recorde do primeiro trimestre de 2021 (160,9 milhões de litros).

Suínos

Décima maior do país, a criação de suínos na Bahia abateu 71.937 animais em igual período, o que representou uma queda de 0,5% frente ao recorde registrado no quarto trimestre de 2021 (72.273). Apesar da queda, o número foi 66,2% superior ao do primeiro trimestre do ano passado (43.286), sendo o melhor resultado do estado para um primeiro trimestre desde o início da série histórica, em 1997, de acordo com o IBGE.

Compartilhar: