Congresso NacionalNa Cara

Leitos covid financiados pela União caem 85%”, denuncia Solla

By 19 de fevereiro de 2021 Nenhum Comentário

O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) alerta que a saturação nos hospitais em todo o Brasil é reflexo do descontrole da taxa de transmissão do coronavírus, mas também da redução no número de leitos ativos. Apesar dos governos terem equipamentos, como respiradores e macas, hospitais de campanha em todo o país foram desmobilizados devido ao fim do orçamento de guerra, que garantia o pagamento dos custos fixos mensais com estes leitos.

“Em 2020 chegamos a ter 19.880 leitos habilitados pelo governo federal exclusivos Covid. Em fevereiro, são apenas 3.187, uma queda de 85%. Para o governo federal, a pandemia acabou dia 31 de dezembro. Os respiradores estão parados porque Bolsonaro cortou custeio, não há orçamento paralelo para combater a pandemia em 2021. Bolsonaro escolheu atender o mercado financeiro, que entende que não devemos mais aplicar o nosso dinheiro para salvar a vida do povo brasileiro”, alertou o parlamentar.

Solla destaca que, na Bahia, 71% dos leitos de UTI estão ocupados e nove hospitais já estão com 100% de ocupação. “Os estados e municípios não possuem capacidade de endividar-se, emitir título da dívida, perderam arrecadação e estão no sufoco. Ou o governo federal muda de postura, ou o cenário que vemos em Manaus vai se repetir em todo o país em poucos dias”, completou.

O petista apela ainda para medidas drásticas de isolamento social. “Nesse sentido, passa uma péssima mensagem ao povo brasileiro o Congresso Nacional retomar atividades presenciais, quando o que mais precisamos agora é de uma ordem nacional por isolamento, para frear a curva. Criou-se uma falsa sensação de fim da pandemia com doses absolutamente insuficientes da vacina”, disse Solla.