Na Cara

Inadimplência diminui na OAB-BA; mais de 13 mil advogados já pagaram cota única

By 5 de fevereiro de 2020 Nenhum Comentário

O número de pagamento das anuidades pela cota única da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA) vem aumentando consideravelmente desde 2017. Neste ano de 2020, mais de 13,3 mil advogados e advogadas já quitaram suas anuidades, um recorde na história da Seccional.

O número representa um aumento de mais de 18% em comparação ao ano de 2019, quando pouco mais de 11 mil colegas pagaram a cota única. Em 2017 e 2018, respectivamente, 10.468 e 10.840 profissionais aderiram ao pagamento à vista da anuidade.

De acordo com o presidente da OAB-BA, Fabrício Castro, isso demonstra a confiança da classe no trabalho que está sendo realizado. Aos advogados que optaram pelo pagamento não parcelado, a Seccional ofereceu desconto de 10% e um voucher no valor de R$ 100 para matrícula em qualquer curso da ESA.

“Estamos satisfeitos com a resposta da advocacia baiana e nossa Diretoria corresponderá a esse voto de confiança construindo mais sedes e salas, implantando a OAB Digital, o Anuidade Zero, investindo na ESA, fazendo os investimentos necessários para disponibilizar eficiência nos serviços prestados à advocacia nos próximos anos”, disse Fabrício.

Para o diretor-tesoureiro da OAB-BA, Hermes Hilarião, o envio dos boletos de forma antecipada, os descontos aplicados, o voucher para os cursos da ESA e o empenho dos colaboradores da Seccional foram fundamentais para o aumento do pagamento na modalidade cota única. “Estamos felizes com os resultados. Isso demonstra, acima de tudo, que a advocacia confia no nosso trabalho e que temos um cuidado na administração dos recursos da OAB. Vamos continuar trabalhando para diminuir nossa inadimplência e aplicar com segurança os recursos da Ordem”, concluiu.

A Seccional tem ainda trabalhado para diminuir cada vez mais a inadimplência. Uma dessas ações é o programa Fique em Dia, que, desde a sua implantação, baixou de 60 para menos de 40% o número de não pagadores. “Mais de 1.300 advogados aderiram ao programa e temos negociado com o Fique em Dia R$ 2.405.000. Isso ajudou bastante a equilibrar as contas da Ordem e nesse ritmo vamos conseguir fazer os investimentos necessários”, disse Hermes Hilarião.