Bahia

Governo promove 900 professores das universidades estaduais baianas

By 31 de agosto de 2019 Nenhum Comentário
Governo promove 900 professores das universidades estaduais baianas

Última greve dos professores, em maio | Foto: Divulgação / Aduneb

Em cumprimento com o acordo firmado com os professores das universidades estaduais para que encerrassem a greve, em junho, o governo da Bahia concedeu 900 promoções de carreira para a categoria. A medida foi autorizada pelas secretarias de Administração, da Educação e da Casa Civil através da Lei 14.122, que estabelece o quadro de cargo de provimento permanente do magistério público. A promoção foi publicada na edição deste sábado (31) do Diário Oficial do Estado.

Com isso, os professores universitários terão ganho de até 22,75% no salário. Os docentes em todos os níveis serão promovidos, ou seja, auxiliares, adjuntos, titulares e plenos do quadro do magistério da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). De acordo com a Secretaria de Comunicação do estado, isso vai gerar um impacto financeiro estimado em R$ 12,7 milhões neste ano e R$ 16,9 milhões em 2020.

A lei prevê que a  Uneb terá um total de 398 vagas abertas para docentes. Desse montante, 139 são para a promoção do cargo de professor auxiliar para assistente, 129 vagas de assistente para adjunto, 83 vagas de adjunto para titular e 37 de professor titular para pleno.

Na Uesb, serão 227 vagas para promoção, sendo 97 de assistente para adjunto, 97 de adjunto para titular e 33 de titular para pleno.

Na Uesc, o total é de 151 vagas. Do total, 68 são para promover professores assistentes a adjuntos, 63 de adjunto para titular e 20 de titular para pleno.

Já na Uefs, a lei prevê a abertura de 124 vagas para promoção, sendo 52 de assistente para adjunto, 52 de adjunto para titular e 20 de titular para pleno.