Na Cara

Gas Medicinal em Teixeira, Passaporte Para o Xilindró

By 11 de julho de 2019 Nenhum Comentário

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, negou liberdade ao filho de um empresário baiano suspeito de vender cilindros de oxigênio industrial como medicinal para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, no sul do estado.

Contador na empresa do pai, Assis & Rodrigues, Diogo Lemos Dias dos Santos foi preso em 28 de agosto do ano passado, em operação do Ministério Público e da Polícia Civil. Na tentativa de tentar reverter a decisão dos desembargadores do TJ-BA, Diogo recorreu ao STF.

Além de ingressar com embargos de declaração contra a determinação, ele também tentou recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas não teve sucesso. Diogo e o comerciante Izaias Rodrigues dos Santos, dono da empresa, foram denunciados pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por corromper cilindros de oxigênio medicinal, adulterando e alterando a sua qualidade e quantidade, além do fornecimento de cilindros de oxigênio industrial como se fossem medicinais.

Foto: Reprodução/ TV Santa Cruz