Na Cara

Eujacio Dantas , Um Politico sem Discurso de Politico.

By 1 de julho de 2019 Nenhum Comentário

Parece até ser estranho, mas muitos estão pagando pra ver, ao participarem de reuniões com o então pré candidato a Prefeito Eujacio Dantas, pelo seu currículo e histórico como administrador tanto na área publica quanto na privada, ele não da show em seus discursos, apenas fala a respeito de gestão e responsabilidades do gestor publico, dividi a conta com quem está na mesa, não fala dos possíveis adversários, sempre com a voz calma e sem inflamar o tom, e sempre se baseando em números e estatísticas alem de não jogar nada pra torcida, como muitos fazem para agradar os eleitores em período eleitoral.

O que chama atenção é que ele quer ser prefeito de Teixeira de Freitas, mas não quer seguir a cartilha tradicional, dos discursos inflamados e nem falar o que o povo gosta de ouvir, que quase sempre muitos aplaudem quando alguém critica o executivo, Ele prefere dizer que não é o seu perfil, e que o povo ira perceber o seu jeito de fazer politica aos poucos, sem pirotecnia em sem abusar das redes sociais.

Atualmente ele toma maior parte do seu tempo na iniciativa privada, como administrador e palestrante para empresas de todo Brasil, e perguntado de como vai fazer se caso a sua candidatura se consolidar, ele diz que só ira abrir mão do seu trabalho no período que se compreende,campanha eleitoral, fora disso vai continuar trabalhando.

Ao ser questionado quais os seus projetos pra Teixeira de Freitas, ele tem uma resposta simples, Teixeira é uma grande empresa, onde o gestor administra recursos que não são dele e que os recursos precisam mostrar resultados para seus sócios, que são os cidadãos que pagam seus impostos e querem ver bem empregados os impostos recolhidos.

Ao ser questionado sobre alianças, ele foge do assunto e diz que a prefeitura de Teixeira de Freitas, não pode ser objeto de troca de apoio , aquele com quem ele compor uma possível aliança terá que entender que prefeitura não é comitê de campanha e nem sede de partido.

Quando Questionado a respeito do ex prefeito João Bosco, se a sua decisão de colocar o seu nome a disposição não estaria traindo a confiança de João Bosco, ele afirma não ver como traição, até porque sempre se relacionou bem com o ex prefeito, e que quando assumiu a secretaria de Saúde do município, não assumiu como fruto de um acordo politico, mas sim com o intuito de administrar a saúde de Teixeira de Freitas e seus gargalos, afirma que era pago para ser secretario de saúde, e que esse papel ele desempenhou com responsabilidade até o fim.

Ao ser perguntado qual seria a solução para Teixeira de Freitas, ele diz que a Prefeitura é uma grande empresa que precisa de um olhar técnico e humano, técnico porque precisa  saber gerir os recursos e programas do governo, humano porque tudo é feito com um único objetivo de servir o cidadão de forma eficiente e eficaz, o principal papel de uma prefeitura é de cuidar bem dos seus munícipes, oferecendo a eles uma cidade digna de se viver, porem isso não se faz com toque de magica, como muitos acreditam que vão fazer, não basta boa vontade, é preciso ser gestor.

Resta saber se a sociedade de Teixeira de Freitas, esta aberta para um novo jeito de se administrar a Prefeitura da Cidade.