Na Cara

Escorpião amarelo um perigo em Teixeira de Freitas

By 15 de setembro de 2019 Nenhum Comentário

Mais de trinta casos de picadas de escorpião foram registrados entre os meses de janeiro e agosto de 2019 em Texeira de Freitas. Conforme noticiou o G1, a Secretaria Municipal de Saúde ioformou que noano passado, 61 casos foram contabilizados entre janeiro e novembro de 2018.

Medidas de Controle

As principais medidas de controle de escorpiões são a limpeza periódica de terrenos, evitando acúmulo de materiais de construção, pedras, folhas, galhos e outros lixos que possam se acumular, pois estes locais podem atrair muitos insetos, fazendo com que os escorpiões apareçam à caça destes.

Grande parte dos escorpiões que entram nas casas vem pelas redes de esgotos, onde existe grande quantidade de insetos, que servem de alimentos para eles. Vedar ralos, caixas de gordura, e tanques são medidas que devem ser tomadas para evitá-los.

O uso de venenos não é indicado, pois irrita e desaloja os escorpiões, aumentando o risco de acidentes. Deve-se eliminar a fonte de alimento (principalmente as baratas) e reforças as medidas de prevenção e controle.

A espécie mais comum na região é a Tityus Surrelatus, conhecida como “escorpião amarelo”. Duas unidades de saúde, o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas e a Unidade Municipal Materno Infantil, são referências para o atendimento a esse tipo de ocorrência.

A bióloga Nereide Lisboa, técnica da Vigilância Sanitária da cidade, informou que os maiores fatores para o aparecimento dos animais é a questão climática e a higiene. “Estudos mostram que a nossa temperatura não varia muito. É uma temperatura homogênea durante todo o ano. Por isso, que todo ano os escorpiões estão ativos aqui na região”, explicou.

Fique de olho

– Verifique calçados, roupas, toalha e roupas de cama antes de usá-los.
– Limpe caixas de gordura e ralos de banheiro e de cozinha.
– Mantenha camas e berços afastados da parede.
– Evite que lençóis toquem no chão.
– Feche frestas nas paredes, móveis e rodapés para que não sirvam de esconderijo para os escorpiões.
– Use telas nas aberturas dos ralos, pias e tanques.

Para manter o bicho longe

– Não é aconselhável usar veneno para combater os escorpiões, pois o desalojamento pode favorecer o aumento da população.
– Não deixe acumular lixo e entulho nos quintais, jardins e terrenos baldios.
– Cuidado com restos de obras e terraplanagem que possam causar acúmulo de entulho.
– Coloque o lixo em sacos plásticos fechados para evitar baratas e outros insetos, que são fontes de alimento para os escorpiões.

É importante agir rápido. Por se tratar da espécie mais venenosa das Américas, o efeito de sua picada é rápido. O atendimento deve ser feito em um tempo máximo de três horas.