Na Cara

Deputado Robinho, desqualifica condenação da Justiça Federal

By 26 de setembro de 2019 Nenhum Comentário

 

Em relação ao fato noticiado tenho a seguinte informação:
Trata-se de uma decisão do juiz de primeiro grau de Teixeira de Freitas, publicada em junho de 2019, entretanto, foi objeto de recurso para o próprio juiz, assim acredito que o magistrado irá modificar sua sentença, pois não houve ato de improbidade pelos seguintes motivos:
1- as contas foram aprovadas pelo TCM, TCU e FNDE , logo os órgãos de controle atestaram a minha probidade com a coisa pública.
2- O juiz foi induzido a erro pelo Ministério público federal que anexou documentos após a instrução e sem a devida contextualização, porém restou provado que as contas foram aprovadas.

Não há possibilidade de perda do meu mandato, já que, se o próprio juiz não modificar sua decisão as instâncias superiores o farão. Tenho muito respeito pelo Justiça e naqueles que a compõe.