Bahia

Coronel é o pré-candidato mais seguido nas redes sociais, à frente de Bruno, Isidório e Bacelar

By 31 de janeiro de 2020 Nenhum Comentário

Decisiva nas eleições presidenciais de 2018, a rede social deve ser uma importante arma para candidatos a diferentes cargos no pleito deste ano.

Em Salvador, pré-candidatos a prefeitos já medem força no ambiente virtual e alguns despontam na frente dos demais.

É o caso de Angelo Coronel. De todos os pré-candidatos, o senador do PSD é o que tem maior número de seguidores, por exemplo, no Facebook – 244 mil, aproximadamente.

Na mesma rede social, atrás dele aparecem Sargento Isidório (71 mil), Bacelar (62 mil) e Bruno Reis (30 mil). Hilton Coelho, com cerca de 21 mil fãs na rede social, perde para dois dos pré-candidatos do PT – Robinson Almeida, com 23 mil, e Juca Ferreira, com 28 mil -, mas fica à frente de Olívia Santana (13 mil) e Niltinho (10 mil).

No Instagram, rede social mais acessada do mundo, Coronel também está na dianteira. Ele tem mais de 63 mil seguidores, enquanto Bruno Reis, em segundo, possui 53 mil.

Sem força no Facebook, Olívia Santana, do PCdoB, vem logo na terceira posição dentre os mais seguidos no Instagram, com 38,3 mil internautas. Em seguida aparecem Niltinho, com 23,4 mil, Sargento Isidório (17,8 mil), Bacelar (16,7 mil).

Major Denice, com 15.700 mil seguidores na rede social, é a mais seguida dentre os cinco pré-candidatos do PT.

Já o Twitter não é utilizado por todos os interessados no cargo de prefeito de Salvador. O ex-ministro da Cultura Juca Ferreira, do PT, tem mais de 10 mil seguidores. Bacelar e Olívia Santana, com 8.914 mil e 6.473 mil seguidores, aparecem em seguida. Bruno Reis tem quase 5 mil seguidores, enquanto Coronel está com cerca de 4.600 mil.

Popularidade

A alta popularidade de Coronel nas redes sociais está associada à repercussão que o senador conseguiu com projetos polêmicos e posicionamentos duros no Congresso, neste ano.

Um dos primeiros atos dele como senador foi justamente a proposta de acabar com a cota para mulheres em chapas proporcionais. A medida sequer passou das comissões temáticas do Senado e causou reação da bancada feminina do Congresso.

Ao longo do ano, o senador apoiou matérias do presidente Jair Bolsonaro, como a reforma da Previdência e a extensão do porte de armas, mas também chegou a sugerir a prisão de um dos filhos do presidente.

Já Bruno Reis ganhou boa parte de sua popularidade atual no último ano, quando assumiu a Secretaria de Infraestrutura do município e passou a ficar à frente das principais obras na capital baiana. O perfil tranquilo e apaziguador do vice-prefeito de Salvador não é o mais atrativo para internautas.

Bem diferente do deputado federal Sargento Isidório, cujas ideias polêmicas chamam atenção das redes sociais, especialmente para evangélicos.