Na CaraSem categoria

Bate boca de Timoteo foi parar no “O Antagonista”

By 28 de fevereiro de 2020 Nenhum Comentário

Um dos domínios mais visitados e comentados em Brasília acaba de replicar a matéria do site Políticos do Sul da Bahia, onde relata o bate boca de Timoteo com uma possível paciente do hospital Municipal.

Provavelmente todos os senadores e deputados inclusive o presidente da República, já leram a matéria.

Conheça  O Antagonista

Antagonista foi criado pelos jornalistas Diogo Mainardi e Mário Sabino em 1º de janeiro de 2015.Em agosto de 2015, o jornalista Claudio Dantas passou a integrar como terceiro membro colaborador.Em maio de 2017, Felipe Moura Brasil passou a ser parte da equipe.Segundo seus jornalistas, sua proposta é dar prioridade às opiniões contrárias ao que definem como “protagonismo político, econômico e cultural”, como sugere o próprio nome do portal.O sítio ainda contou com colaborações especiais como do falecido jornalista Sandro Vaia,publica eventualmente vídeos do apresentador Danilo Gentili,e publicações dos humoristas Hubert e Marcelo Madureira, um jornalista fictício, de nome Agamenon Mendes Pedreira.

Em março de 2016, 50% do Antagonista foi comprado pela empresa de publicações financeiras Empiricus Research.Contratou em janeiro de 2017 a jornalista Madeleine Lacsko,que trabalhou anteriormente no programa Radioatividade, da rádio Jovem Pan. Madeleine estreou a TV Antagonista.

Controvérsias

Em 2016, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva registrou quatro queixas que viraram inquéritos na 17ª Delegacia de Polícia do Ipiranga, em São Paulo. Entre os pedidos está a investigação de supostos crimes cometidos por jornalistas d’O Antagonista e da revista Veja.A defesa de Lula disse que “sites aparentam existir apenas para atacar a honra e a imagem do ex-presidente”.Em abril de 2017, o jornalista Paulo Henrique Amorim publicou em seu blog Conversa Afiada um diálogo ocorrido durante a delação premiada de Marcelo Odebrecht. No diálogo, o advogado de Marcelo denuncia ao juiz Sérgio Moro que O Antagonista estaria transmitindo a delação ao vivo no seu site. Isto, segundo ele, violaria o segredo de justiça determinado por Moro.

Em 15 de abril de 2019, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes ordenou que uma reportagem do O Antagonista e da Revista Crusoé referente a uma suposta relação entre Dias Toffoli e Marcelo Odebrecht fosse retirada sob pena de multa diária, caso não fosse retirada, de 100 mil reais.A decisão de censurar o conteúdo da revista causou críticas por órgãos de defesa da liberdade de imprensa e de expressão, como a Associação Nacional de Jornais (ANJ), a Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER), a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI) a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e a Transparência internacional.