Na Cara

Após divulgação do PIB do 3º trimestre, ministério reitera fim dos auxílios

By 3 de dezembro de 2020 Nenhum Comentário

O crescimento do PIB no terceiro trimestre fez o Ministério da Economia reiterar a avaliação de que a continuidade dos auxílios em 2021. No começo da manhã, o IBGE divulgou que a atividade produtiva brasileira avançou 7,7% no período de julho a setembro, no comparativo com o trimestre imediatamente anterior. O resultado retirou o país da recessão técnica – dois trimestres seguidos com queda do PIB -, mas não representa a recuperação dos efeitos da pandemia.

“Veio um pouquinho abaixo do esperado, mas o fato é que a economia está voltando em V, realmente está voltando”, afirmou. A retomada em V representa uma expansão na mesma velocidade da retração provocada pelas ações de combate ao novo coronavírus.

Em consequência do PIB do terceiro trimestre, a economia do país se encontra no mesmo patamar de 2017. Existe uma perda acumulada de 5% de janeiro a setembro deste ano, em relação ao mesmo período de 2019.

Auxílios

Em nota, a Secretaria de Política Econômica (SPE) que o crescimento econômico do terceiro trimestre, embora abaixo do esperado pelo mercado, mostram “forte recuperação”. Os indicadores coincidentes, segundo o órgão do Ministério da Economia, sugerem manutenção da tendência de crescimento do PIB para os últimos meses deste ano, confirmando expectativa de expansão elevada no segundo semestre de 2020.

“A forte recuperação da atividade, do emprego formal e do crédito neste semestre pavimentam o caminho para que a economia brasileira continue avançando no primeiro semestre de 2021 sem a necessidade de auxílios governamentais”, arguiu a SPE. Com informações da Reuters Brasil e da Agência Brasil.