Na Cara

A voz não é do porteiro

By 11 de fevereiro de 2020 Nenhum Comentário

O porteiro de Jair Bolsonaro mentiu.

“Laudo da Polícia Civil obtido por O Globo concluiu que a voz do porteiro que liberou a entrada do ex-PM Élcio Queiroz no condomínio Vivendas da Barra, no dia do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, não é a do funcionário que mencionou o presidente Jair Bolsonaro aos investigadores da Delegacia de Homicídios (…).

O resultado do laudo reforça suspeitas de investigadores de que o porteiro que citou Bolsonaro pode ter agido a mando de terceiros.”